sexta-feira, julho 08, 2005

DHUODA, MINHA IRMÃ

Tomei o primeiro contacto com Dhuoda, duquesa de Septimânia, Condessa de Barcelona, durante o ano lectivo de 2000/2001; vivi a ler, a anotar, a comparar com o texto em latim, enfim, a analisar, a fazer todo um trabalho de hermenêutica do seu texto, o Liber Manualis. Nos dois anos seguintes o meu trabalho e a minha escrita prosseguiram, umas vezes muito rapidamente, outras, contrabalançando-se com longos tempos de pausa.
A nossa duquesa e condessa e ainda prima do Imperador Carlos Magno, que viveu no Império Carolíngio, no século IX, e cuja obra eu trabalhei em termos de perspectivas ético - pedagógicas, numa Idade Média que foi muito mais produtiva intelectualmente do que ainda hoje muitos acreditam ter sido, revelou-se uma mulher impossível de não admirar.
E hoje, mais uma vez, lembrei-me dela e desejei poder ter também terminado uma grande, embora espinhosa tarefa e, no final, poder dizer como a ilustre Dhuoda:
“Desejo agora, portas fechadas, regressar a mim.”

5 Comments:

Blogger a-bordo said...

A minha curiosidade já era grande. Assim, ficou maior.

2:55 da tarde  
Anonymous dhuoda said...

Não te preocupes,ela ir-se-á revelando...
Se quiseres, entretanto, podes,aceder ao seu último pedido:
"Qui legis,ora pro praescripta Duodane, si merearis Christum videre in aeterna felicitate."
Beijinhos.

4:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP » » »

9:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Excellent, love it! » » »

7:45 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! Silicon babes

8:35 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home