quarta-feira, outubro 12, 2005

Pequenino

Hoje, durante um pouco mais de uma hora, o meu pequenino neto, aconchegado nos meus braços, sorriu, franziu o narizito, pareceu olhar atentamente as minhas palavras, sussurradas baixinho, aspirou os meus carinhos, a minha mão a percorrer ternamente o seu cabelo castanho, fechou os olhinhos ainda tão pequeninos e aninhou-se sobre o meu peito para dormir um longo e tranquilo sono.
Tive de esperar longos dias para o ver, para o sentir, para que efectivamente firmássemos entre nós os dois o elo do amor.
Também eu tive, e guardo ainda dentro de mim, o amor com que a minha avó materna sempre me envolveu.
E foi levada por uma certa serenidade profunda, madura e cheia de sabedoria ancestral que repeti baixinho que sou a avó e que a avó gosta muito dele.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

11:53 da tarde  
Blogger maresia said...

a minha sobrinha nasceu prematura, no dia 24 de Julho (no dia da 5ª celebração da morte da bisavó) e só a conheci no dia 10 de Agosto, o dia dos meus anos. Foi o meu segundo melhor presente. Porque o primeiro recebi-o no dia em que fiz 5 anos e a minha Mãe me presenteou com um mano nesse mesmo dia!

10:23 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it »

6:09 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP Zocor and its target market Problems of cerner computer system for pharmacy Mike hope lipitor cheap bontril midland body builders Free samples of xanax Land rover discovery wallpaper Ritalin yawning association health insurance travel Toyota assembly plant texas Auction + orangevale ca

9:07 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home